Não há como anular os riscos de invasão a seu PC a zero, mas há ações que podem diminuir os riscos, isto é, se você colocá-los em prática.

1. Proteja sua rede

Depois que o computador estiver conectado à Internet, ele também estará conectado a milhões de outros computadores. Isso significa que os hackers podem obter acesso ao seu computador.

Para evitar isso, recomendamos que você proteja sua rede. Não opte pelas configurações padrão, que geralmente são um pouco permissivas.

Uma rede sem fio desprotegida com configuração básica permite que qualquer pessoa (seu vizinho ou até mesmo um transeunte se a sua conexão funcionar fora de sua casa) use sua conexão com a Internet.

Veja como proteger seu Wi-Fi: primeiro, acesse o site da operadora para descobrir como acessar suas configurações (normalmente, ele deve fornecer o endereço de um site).

Em seguida, altere o nome e a senha que foram definidos por padrão. Muitas pessoas nunca renomeiam seu Wi-Fi e mantêm a senha padrão no roteador.

 Não renomear sua rede fornece aos hackers informações sobre a marca ou modelo do seu ponto de acesso. Modifique também a opção de segurança selecionando “WPA2” (absolutamente não deve ser deixada aberta ou não definida).

Quando você estiver fora, recomendamos apenas que você não se conecte a redes não seguras. Muitas vezes, eles são atraentes porque permitem acesso Wi-Fi gratuito (como em estações de metrô, ônibus ou hotéis, por exemplo), mas cuidado.

Muitas pessoas passam por essas redes. Você coloca em risco seus dados pessoais, porque é muito fácil invadir uma rede pública. Basta quebrar as chaves de segurança e criar um ponto de acesso falso, e todos os seus dados vão diretamente para o hacker.

2. Configure seu firewall

Crédito na imagem: Freepik

Um firewall é um dispositivo que faz o controle de fluxo de informações entre a sua rede doméstica e a Internet.

Ele filtrará os pacotes de dados (incluindo o endereço IP da máquina remetente, o endereço IP da máquina receptora, o tipo de pacote e o número da porta) que são trocados entre o computador e a rede. Dessa forma, ele irá protegê-lo contra invasões externas.

 Dependendo de como você configurar seu firewall, ele aceitará automaticamente pacotes de dados determinados, recusará outros, também automaticamente e solicitará uma autorização para aqueles que você não definiu, mas que tenta acessar o seu computador.

Cada computador possui um firewall acessível nas configurações de segurança. Novamente, recomendamos que você altere as opções básicas para definir configurações mais robustas. Expanda o campo de solicitações para sempre ficar de olho e validar solicitações de acesso ao seu computador.

3. Use um antivírus

Instalar o software antivírus e atualizá-lo regularmente é uma etapa crucial para proteger o seu computador. Ele protegerá seu PC contra ataques, bloqueando-os diretamente.

Ele também poderá relatar o status de segurança do seu computador: se houver malware que conseguiu entrar nele, você estará ciente e poderá intervir. Cuidado, instale apenas um, caso contrário, poderá haver conflitos entre eles.

4. Remova o software desnecessário

Todo software que você instalou no seu computador é uma porta de entrada para hackers. Eles vão explorar todas as vulnerabilidades existentes no seu software (ou seja, falhas ou fraquezas).

Quanto menos software você instalou, menos possibilidades de ataque você tem. Portanto, recomendamos que você remova qualquer software que considere desnecessário, depois de verificar que é possível removê-lo com segurança.

Para o software que você absolutamente precisa, recomendamos que você vá para as configurações para modificar o que é oferecido por padrão. Opte pela segurança máxima e proteja todo o seu software com senhas efetivas.

5. Siga o princípio do menor privilégio

No seu computador, você pode configurar várias contas: padrão, restritas (você pode restringir os direitos de acesso a aplicativos, sistemas, processos e dispositivos) e os administradores que possuem todos os privilégios no seu sistema.

O princípio do menor privilégio exige que cada função tenha apenas os privilégios e recursos necessários para sua execução.

Recomendamos que você sempre use seu computador com a conta padrão, a menos que precise instalar ou remover o software ou alterar as configurações do seu computador.

Mas não use uma conta que dê acesso a tudo para o seu trabalho diário. Porque na maioria dos casos de hackers, o malware pode funcionar apenas com os direitos do usuário conectado.

Se você usar uma conta padrão, isso limitará o impacto de malware no seu computador infectado. No entanto, se você ainda estiver usando sua conta de administrador, o hacker podem acabar com todos os seus dados em suas mãos.

6. Proteja seu navegador

Navegadores da Web instalados em novos computadores geralmente não têm configurações seguras por padrão. Portanto, recomendamos que você acesse as configurações avançadas do seu navegador para configurá-las você mesmo com opções muito mais seguras.

Esta é uma etapa fundamental para melhorar a segurança do seu computador, pois muitos ataques ocorrem nos navegadores. E se o seu navegador perguntar se você deseja que se lembre da sua senha, responda não. Melhor não salvar nenhuma senha online.

Também recomendamos que você use a navegação privada. Para fazer isso, basta abrir uma nova página, clique com o botão direito do mouse e escolha esta opção. (A navegação privada também permite que você obtenha os melhores preços para reservar um voo on-line).

Limite também o número de plug-ins ou extensões que você instala.

7. Faça todas as atualizações

A instalação de uma atualização geralmente leva muitos minutos e todos são tentados a pressionar o botão “Repetir em uma hora ou hoje à noite” para evitar a perda de muitos minutos. Mas este é um grande erro.

A maioria dos fornecedores de software lança atualizações para solucionar vulnerabilidades, falhas e fraquezas em seus softwares. E também para se proteger de todos os novos malwares lançados todos os dias.

A falha na atualização permite que os hackers passem por essas brechas ou usem as técnicas mais recentes para atacar seu computador.

8. Tenha cuidado com os links nos emails

Tenha cuidado com anexos e links em emails, este é o principal meio de disseminação de vírus. O malware geralmente se espalha dessa maneira: alguém clica em um link que considerava confiável, é infectado e, sem saber, envia o malware para todos os seus contatos.

 Portanto, não abra anexos ou clique nos links, a menos que tenha certeza de que eles são seguros. Cuidado, mesmo que eles venham de uma pessoa que você conhece, porque essa pessoa pode ter sido infectada.

9. Não use software ilegal

Se você deseja baixar um filme ou música, o conselho é: acesse uma plataforma oficial de download. Qualquer outro meio de download é ilegal e é cheio de vírus. O mesmo vale para os softwares.

Opte por comprar softwares originais ou apps gratuitos, mas nunca baixe nada ilegal. Pois há grandes chances de seu computador ser invadido por malware.

10. Faça backup em um disco rígido

Idealmente, é melhor não manter nenhuma informação confidencial no seu computador. Por mais que tome todas as preocupações, sempre existe a chance de uma invasão hacker.

Portanto faça backups em um HD externo. Você pode proteger esse suporte com um software como o USB Secure, por exemplo, que permitirá o bloqueio com sua digital. Se você deseja proteção adicional, pode criptografar todos os seus dados usando o software apropriado.