Você costuma ficar mexendo no celular deitado na cama bem na hora de dormir? Você não está sozinho.

Muitas são as pessoas que costumam, não satisfeitas com ele o dia inteiro, manuseá-los antes de dormir. Talvez uma publicação que alguém de marcou, ou uma mensagem do namorado, ou de um amigo, ou de seus pais. Ou até mesmo uma promoção que acabou de sair num site de um produto que você quer muito comprar.

É bem comum termos o hábito tanto de ao dormir, pegar o celular, quanto quando acordamos, a primeira coisa que fazemos é também pegar o celular e olhar o que há de novo.

A verdade é esse é um hábito muito ruim. Não que o uso do celular seja algo ruim, afinal de contas o usamos e dependemos dos aparelhos para diversas coisas no dia a dia e ele pode até mesmo se tornar um instrumento de trabalho no mundo digital.

E nesse caso, pode ser ainda pior, porque você fica tão ligado ao celular, que isso pode prejudicar o seu sono.

Não necessariamente pelo uso excessivo em si, mas pela luz do celular.

Alguns celulares hoje em dia, possuem um filtro de luz azul, que quando acionado de forma automática prometem melhorar a qualidade da luz para ambientes escuros.

Será que adianta? Não adianta? Como é que funciona?

Como funciona a produção da melatonina?

O luz do celular pode ter um impacto enorme no seu sono, e esse tema sempre é trabalhado em vários sites, porque esse é um tema da modernidade.

Por mais que diversos especialistas recomendem que as pessoas não fiquem deitadas, antes de dormir, com a luz do celular nos seus olhos num ambiente escuro, grande parte da população continua a fazer isso e depois se pergunta porque não dorme direito.

Não dormir direito é um problema extremamente frequente. Você tem ideia de quantas pessoas no Brasil dizem que não dormem direito? 20% da população.

Isso é muito. São uma em cada 5 pessoas e podemos te afirmar que boa parte deles estão com o celular nas mãos.

O que acontece é o seguinte: o nosso cérebro tem um mecanismo de detecção de luminosidade, que é a glândula pineal que fica no meio do cérebro e produz a melatonina, tendo uma conexão direta com nosso sistema visual.

Conforme a luminosidade vai diminuindo, e vai escurecendo, a melatonina começa a ser produzida. A melatonina não é um hormônio que dá sono, mas ela indica para o cérebro que é hora de desacelerar.

Ou seja, ela vai preparando o organismo para o adormecimento. Claro então que, quando está dia, dentro espectro da luminosidade temos mais frequência de luz azul.

Não percebemos isso, porque a mistura de todas as cores dá na cor branca, mas há uma proporção maior de luminosidade azul.

E justamente a cor que mais bloqueia a frequência da produção de melatonina é a cor azul, por isso que durante o dia é menos comum sentirmos tanto sono do que a noite.

Quando o dia vai se pondo, vai diminuindo a frequência de luz azul, até que escureça e não haja mais o bloqueio da melatonina, que é quando você começa a desacelerar a sentir sono.

No entanto, as nossas telas de computadores, celulares e qualquer outro aparelho que tenha faixa de luz, predomina a luz azul. Ou seja, as telas tem um poder de luz maior de bloquear a melatonina. Então elas dificultam que a melatonina seja produzida, e consequentemente, isso prejudica o seu sono.

Em alguns estudos, foram colocados num ambiente de trabalho, umas luminárias com uma predominância de luz azul e isso fez diferença na produtividade dos funcionários. Os funcionários se sentiram mais alertas e mais ativos no seu ambiente de trabalho, isso por causa da predominância da luz azul, que bloqueou a produção de melatonina no cérebro deles.

Então a luz azul tem realmente essa capacidade de nos deixar mais dispostos, e isso é tudo que não queremos ficar a noite. A noite nós não queremos ficar despertos, nós queremos descansar e desacelerar.

Os filtros de luz azul funcionam?

O que é comprovado que funciona, são filtros físicos. Por exemplo, óculos de lente âmbar, que não que não deixam realmente passar a luz azul ou a faixa do espectro luminoso azul e são eficazes para diminuir o bloqueio da produção de melatonina.

Não é comprovado cientificamente que os filtros de luz azul que o celulares estão disponibilizando agora, tenha certa eficácia.

O único aspecto já comprovado é que não há diferença entre usar ou não usar, em termos de latência de sono, descanso ou habilidade mental ao despertar, porque essa é uma medida interessante do quanto você descansou.

Por isso não há nenhum a evidencia de que esses filtros de celulares funcionam, mas isso não significa que não funcione. A questão é que esse estudo não encontrou diferença e talvez seja preciso estudar outros softwares, ou de mais pessoas analisadas ou necessariamente de mais estudos.

Mas hoje o que se sabe comprovadamente é que o que realmente funciona são bloqueadores físicos.

Mesmo com os filtros físicos, ainda assim a recomendação é não deitar usando o celular. Não fique usando as telas a noite, porque você está condicionando o seu cérebro a deitar na cama e ficar acordado.

E é necessário que você invista no condicionamento contrário, você deve condicionar o seu cérebro a deitar e dormir, se você deita e fica estimulando o seu cérebro. você está fazendo exatamente o oposto.

Então é importante, não somente pela luminosidade, mas por causa da atividade mental, que você estimula deitado. A vigor, nem ler livros é muitos bom a noite. Quando a pessoa tem dificuldade para dormir, é recomendado que ela somente vá para a cama na hora de dormir.

Então se você tem esse costume de ir para cama, a noite, na hora de dormir e pegar o celular para ficar mexendo, até que sinta sono, o que na maioria das vezes nem acontece, até que você deixe o celular lado, pare de fazer isso agora.

A dificuldade de dormir, é um dos principais fatores na qualidade de vida de uma pessoa, por isso evite.